Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estou vivo!

Estou vivo!
(em homenagem ao dia de finados)

O que tanto buscas aqui?!
Porque me chamas assim?!
Seu pranto me chamou a esse lugar lúgubre!
Aqui é frio e feio...!

Saiba que não vivo aqui.
Sei que quando me viste pela ultima vez
em meu corpo carnal,
estava eu (corpo), sendo deitado
em alguma cova por aqui.

Contudo, há muito, ‘Eu espírito’
ganhei asas,
abandonei esse velha carcaça.

Hoje,
tenho roupagem nova!
Não chores!
Não morri!
Vivo, agora, plenamente!
De ti, me recordo a todo instante!

A morte do corpo,
não matou meus sentimentos.
Trouxe comigo cada momento vivido contigo
De onde estou, olho e oro sempre por ti.

Quando, de mim, sentires saudades,
não me procures aqui.
Olhe para o céu e busca-me
entre uma das estrelas do firmamento!

De lá, emitirei raios de luz,
transformados em amor e saudades,
e a certeza de que haverá, um dia,
o reencontro!

Vanderli Medeiros
(em homenagem ao dia de finados 2/11/02 )
Meus sentimentos a todos que perderam seus entes queridos e que no dia de finados se recordam com muito pesar e dor essa perda ‘momentânea’.




Vanderli Medeiros
Enviado por Vanderli Medeiros em 09/03/2005
Código do texto: T6181
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vanderli Medeiros
Barra do Garças - Mato Grosso - Brasil, 50 anos
145 textos (29680 leituras)
2 e-livros (252 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 15:08)
Vanderli Medeiros