Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rio invisível

Rio pinheiros, rio triste.
Rio de graxa, rio sem graça.
Rio Zumbi.

Ó! Morto vivo,

ainda assim,
a lua é bela brilhando em ti.
Ela me revela a tua alma- 
Um rio invisível de águas calmas
Tão transparentes
Como eu nunca vi

Grácio Reis
Enviado por Grácio Reis em 22/08/2007
Reeditado em 06/10/2008
Código do texto: T619517

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Grácio Reis
São Paulo - São Paulo - Brasil, 64 anos
1328 textos (51699 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 04:17)
Grácio Reis