Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESTRANHO NINHO

NADA É MAIS ESTRANHO,
NESSA MINHA CAMINHADA,
ENTRAR EM MINHA ENTRANHA
O GOSTO DA TERRA ,O GOSTO.
O SABOR DA TERRA NA BOCA.

SONHO AUDAZ DE MASSIFICAR O MUNDO
PARA NÃO ASSISTIR TÃO SOMENTE
TODO ESTAGNADO .
PRATO,PRANTO,PRETO,PEITO

E O MUNDO GIRA,
E O TEMPO PASSA ESCALDANTE,
E O AUTORITARISMO MANDARIM
DO ACASO,CADUCA,
DEFECTO VERBORRÉICO..

MAS NADA ESTRANHO SE FAZ
SOMOS NÚMEROS DEMAIS
PARA NÚMEROS DE MENOS.
APERTEMOS A BOMBA DA PAZ

SOMOS UM MAL NECESSÁRIO
NA ROTA DO TEMPO
ANDARILHOS DAS DIMENSÕES
VIAJANDO DIANTE DAS ESCOPETAS.

ESCÓRIA DO MUNDO,SIM SOMOS.
ESCOMBRO SOCIAL,SIM SOMOS.
UM A MAIS QUE FAZ PARTE
DA DESIGUALDADE, SIM SOMOS.

PORÉM,SOMOS
UM GRITO DE ALERTA


Ecila Yleus
Enviado por Ecila Yleus em 23/08/2007
Reeditado em 23/02/2008
Código do texto: T619657

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ecila Yleus). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ecila Yleus
Recife - Pernambuco - Brasil, 65 anos
328 textos (10453 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 20:58)
Ecila Yleus