Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desolação de um Náufrago

nem sei ao certo
a que me prendo
a que vã esperança me rendo
neste deserto sem fim.

mas assim
como fácil anoitece
fácil vem outro dia a mim
e por dentro se enfurece

aquele que deseja o fim.
vagueio sem definição
sem mastro nem porto
sem aguardar socorro,

barco ébrio
transladando desertos
vou.
quem sabe se na próxima
onda eu morro
se no próximo morro
eu me livro de mim.
daniel rodrigues
Enviado por daniel rodrigues em 21/10/2005
Reeditado em 21/10/2005
Código do texto: T61989
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
daniel rodrigues
Londrina - Paraná - Brasil, 33 anos
61 textos (2261 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:25)