Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PALAVRA SUBLIME

Sublime palavra
Empenhada com razão.
Louca, sem compaixão.
Nenhum pergaminho a lavra,
Com suficiente conotação.

Branda, ela confessa,
De que não há pressa,
Em confrontar opiniões,
Uma vez que os corações,
Já partiram em debandada
Como pombos em revoada.

Cálida, como brasa,
Afasta tudo e arrasa,
Com toda a contradição.
Aquecida na sua paixão,
Inventa um novo sofrimento,
Trás consigo este invento,
E coloca na minha mão.

Tácita, fica implícita.
Mas de forma explicita,
Readquire todo seu valor.
Agora, que eu pensava supor,
Conhecer todas as respostas,
Vem a mim com propostas,
Perguntando sobre o amor.

Marco Antonio Orsi
Enviado por Marco Antonio Orsi em 23/08/2007
Código do texto: T620023

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Antonio Orsi
Campo Bom - Rio Grande do Sul - Brasil
1687 textos (68630 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 21:17)
Marco Antonio Orsi