Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SALTO MORTAL de SONÂMBULO

O sabor da Fêmeas ferve banquetes carnais
Tanta carne estendida sobre os rios!
que dourava a água urina deliciosa e embriagante
Transcamaleonicamente amor! do café preto nascecolor uma cidade espumosa
onde o sol é uma pitada d' açúcar infante

O amor que aos homens tange feito cordas de uma guitarra sensual
desfila, céu ante céu, vagarosamente, como sonâmbulo no patamar eterno

As ruas sentem os arrepios que nós passamos
para delícia dos vampiros de almas

Rimbaud amando Gilka Machado no último andar da espiral do universo

Quantas mulheres esperam o corpo dos guerreiros
e súbito o desespero diante do intraduzível
a morte num salto-mortal por entre o inferno

Guindastes transportam manhãs sobre viadutos
onde o porteiro infernal afoga a cidade com a água
saída dos furos da flauta

A jugular do anjo-prostituto cheia de pedra
cada olho uma fogueira cada homem traz
uma orgia romana entre os dentes

Leões de fogo sentados na escada,
embaixo o lago de águas espelhadas

O fim da canção apaga a noite
sopra os corpos imprecisos das estrelas
chegamos às margens dos pássaros mammy! feros
aonde a lua é uma teta a se oferecer.
Eriko y Alvym
Enviado por Eriko y Alvym em 24/08/2007
Reeditado em 29/04/2013
Código do texto: T621687
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (ERIKO ALVYM e www.erikoalvym.zip.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eriko y Alvym
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1307 textos (32696 leituras)
8 áudios (1072 audições)
2 e-livros (177 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 19:59)
Eriko y Alvym