Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEDILHANDO GALÁXIAS

                             A Robson Miguel, meu mestre no violão clássico

Então, Músico?
Galileu dedilhando galáxias A música faz de você o eixo
que move tempestades de fogo e os átomos murmuram
e um arrepio de som estremece um silêncio de antes da História
1
fluxo de luz fecha
a fibra aberta da mudez
feixe estelar
no céu cortado de gilete
música d'asas d'vento
assando anjos anfíbios de Eden e de Terra
no fogo de som subindo da sanha do violão
dos caminhos vividos diferentes
em cada pé em cada asa
pedras assistem ao exílio dos sonhos
música efervescendo natureza
céu de som partido pelo martelo da pausa feroz
ressurge
tormentoso
dos pedaços que voaram e fundiram
no fundo do oceano Atlântico
2
O tempo batuca no sol som de sémem
Músicos mambembam onde a Tarde é o circo e a pressa dos transeuntes o aplauso
3
O Criador se rende à música
do alto do castelo de átomos.

Eriko y Alvym
Enviado por Eriko y Alvym em 24/08/2007
Reeditado em 05/02/2010
Código do texto: T621718

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (ERIKO ALVYM e www.erikoalvym.zip.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eriko y Alvym
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1307 textos (32698 leituras)
8 áudios (1072 audições)
2 e-livros (177 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 22:21)
Eriko y Alvym