Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A pedra que me atiraram

A pedra que me atiraram
coberta de sangue e pó
continua lá na estrada...
Acertaram-me. É só,
mas desta vez não morro;
eu só corro meio tonto
e peço que dêem pontos
n'algum pronto-socorro.

A lesão é pequena.
Mas de quem me acertou
eu tenho pena,
porque ainda ferido eu vou;
mas ele e a pedra não se movem
e permanecem lá atrás
cobertos de pó.
Que dó!
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 22/10/2005
Código do texto: T62259
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10789 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:37)
Poeteiro