Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu Manifesto

Um canto dedicado às almas vagantes
Nas noites escuras dos próprio egoísmo.
Manifeto minhas palavras, minha arte frágil
Canto a beleza da mudança e do avanço
Glorifico guerras e mortes
Abençôo os fracos e os cabeças fechadas.
Desse ponto se inicia-se a libertação.
Não interessa o caminho
Desbravando meus anseios e medos.
No único recanto de paz de meu coração.
Ao lado do regato feroz da minha razão.
Quebro as correntes que me aprisionam a alma.
Liberto o espírito do palhaço medroso.
Aquele que teme o ridículo
Seja destruído!
Piso sobre cabeças e corpos sem vida
Serei invencível, mesmo que perca.

Fé nos olhos, coragem no peito.
Aberto para o amor e para o tormento
Fraquejar não é sinal de fraqueza.
O medo não destrói a coragem.

Manifesto meus desejos e sonhos
Meus emores e minhas promessas
Aqui abro asas e mantenho olhos fixos
Aqui empunho meu escudo e minha espada.
Aqui sacrifico-me
Pela arte de viver!
Vinicius Garcia Pires
Enviado por Vinicius Garcia Pires em 25/08/2007
Código do texto: T622804

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vinicius Garcia Pires
São Paulo - São Paulo - Brasil, 27 anos
23 textos (800 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 07:02)
Vinicius Garcia Pires