Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O outro lado de mim

Um outro lado de mim
que guardo nalgum recanto
de meu ser espera assim
que se possa guardar tanto,
guardando tempo sem-fim
o porquê do velho pranto,
do sorriso ou do acalanto
de quem teve um lado assim!

Um lado meu diferente
do que possa parecer
que se guarda simplesmente
sem tentar me repreender
se não mais me sinto gente
ou se venho a me esquecer
do que tenho pra viver
deste lado diferente!

Um outro lado vazio
ou tão cheio de incertezas!
Ora calor, ora frio;
Ora amor, ora tristeza!
Um lado de desvarios,
grosserias, sutilezas,
sensações de tal leveza;
um lado de desafios!

Um lado desconhecido,
mas ainda um lado meu;
mesmo não reconhecido,
renegado ao que sofreu
é meu lado dividido
que a razão desconheceu!
Mesmo assim, um lado meu,
este lado proibido!

Um outro lado, o reverso
da medalha não cunhada;
um lado meu, controverso,
minha parte renegada
como se fosse ao inverso
essa vida, ou quase nada...
Minha parte desertada
que fugiu deste universo!

Um lado meu que repele
as razões de meus temores
e quase sempre revele
algo além de um mar de flores!
Anjo em guarda, que me zele
contra todas minhas dores
e faça, por meus amores,
um coração que não gele!
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 22/10/2005
Código do texto: T62331
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10789 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:24)
Poeteiro