Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A açucena

A fé poética,
impositora,
manda cantar-se a açucena;
o seu perfume é a iluminura
de tantos versos
pelos continentes...
É mais do que símbolo.
Mas eu nunca vi uma açucena,
nem o seu perfume conheço;
talvez a tenha visto em uma enciclopédia,
mas estou impossibilitado
de lhe dedicar um canto.
Dela só conheço
– tristeza! –
a música lingüística.
Felipe Novais
Enviado por Felipe Novais em 26/08/2007
Reeditado em 11/07/2008
Código do texto: T624437

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Felipe Novais). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Felipe Novais
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 31 anos
53 textos (6071 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 05:25)