Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sereia

Ouço a sirena chamar-me ao oceano
e me entorpece seu canto em minha mente;
num canto dela eu me afundo com vagar.

E quem sucumbe sou eu: um ser humano
que, em tempos idos, vivi tão plenamente
até pensar-me capaz de flutuar...

Mas não flutuo... e atinjo logo o fundo;
esqueço o mundo - e tudo o que já fiz,
pra me tornar – em meu fim – um prisioneiro.
 
Antes, porém, talvez tenha algum segundo
do mais profundo sentir; e em lucidez
eu queira ouvir a sirena uma outra vez...
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 23/10/2005
Código do texto: T62540
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10789 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:59)
Poeteiro