Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Apesar de você

Na calada da noite
quase dia ou manhã
já não sei o que faço
ou se então me desfaço
de pensar em você!

Na calada da noite
o meu peito se agita
quando nada se escuta
em minha alma que luta
ao pensar em você!

Na calada da noite
o silêncio corrompe
quando tudo acontece;
se por Deus eu pudesse
não pensar em você!

Na calada da noite
quase dia outra vez
sei que tarde me deito
e me perco sem jeito
a pensar em você!

Na calada da noite;
outra noite vazia
em que passo acordado
e me sinto cansado
de pensar em você!

Na calada da noite
mais um tempo perdido
e no quarto deserto
quase durmo, tão perto
de pensar em você!

Na calada da noite,
no silêncio, tão só,
no vazio esmoreço;
sem querer adormeço
pra sonhar com você!

No romper de outro dia
recomeço sabendo
que bem mais que sofrer
eu prefiro viver
e acordar sem você!

No romper de outro dia
quando tudo é passado
eu prefiro viver
pois há mais a fazer
que pensar em você!

No romper de outro dia
após tudo sentido
sei que posso esquecer
o que tenha sofrido
e de novo viver,
apesar de você!





Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 23/10/2005
Código do texto: T62542
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10789 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:07)
Poeteiro