Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

De adeus se vive... e se morre


Penso que o momento certo
é o instante a seguir depois daquele
quando o aceno desaba inconsolado,
quando furtiva a lágrima sucumbe,
quando a boca trêmula ameaça um grito
e o coração quase pára...

Esse é o instante em que a vida é quase nada
e a saudade é mais forte...
Pois que ali, naquele instante,
é que se faz urgente
deter a avalanche de dor que se avizinha,
romper o véu do tempo, como um louco,
e refazer o laço
que aos poucos vai se desatando
e nos levando além,
num gesto de adeus...
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 23/10/2005
Código do texto: T62552
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10789 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:28)
Poeteiro