Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O dom da renovação

mãos inquietas esculpem saudades
o pensamento é um rio a correr
lentamente como um sonho
mergulha o oceano de mistérios
num suspiro se alivia
o abismo do ser interior
e tudo se traduz na certeza
que é neste encontro
a essência de toda a paz
solitários ou não
toda ausência nos acompanha
célula a célula envelhecemos
tudo o que temos são quimeras
resta-nos um olhar mais ameno
às perguntas sem respostas
o não esquecer e o perdoar
quando o verbo é reciclar
e nesta confusão crescemos
sem mais escalar as razões
voamos ávidos de amanhecer
e antes que tudo escape
escrevemos mais um poema

Clivânia Teixeira
Enviado por Clivânia Teixeira em 27/08/2007
Reeditado em 29/03/2013
Código do texto: T625552
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Clivânia Teixeira
Fortaleza - Ceará - Brasil
395 textos (7835 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 23:41)
Clivânia Teixeira