Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MANHÃ, TARDE, NOITE

MANHÃ, TARDE, NOITE
Ranço siberiano
gélido
ou lava de vulcão
letal,
assim é ela como furacão;
De manhã sem censura.

Amenidade esvoaçante
num ventinho gostoso,
impulsividade amainada
ira aplacada,
sem mais nenhum alarde
assim é ela à tarde.

As estrelas brilham mais intensamente
os vaga-lumes clareiam até a  lua,
a dama exala seu perfume
de amor,
a paixão está no ar
o único açoite
são de mãos, braços, pernas,
que se enroscam
e ávida boca querendo beijar,
assim é ela à noite.

O importante:
eu a quero
amante,
pela manhã, tarde e noite,
os desfeitos fecho os olhos, desconsidero.

ANDRADE JORGE
http://andradejorge.zip.net
ANDRADE JORGE
Enviado por ANDRADE JORGE em 27/08/2007
Código do texto: T625870

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ANDRADE JORGE
Jundiaí - São Paulo - Brasil
1057 textos (92044 leituras)
27 áudios (1862 audições)
2 e-livros (330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 18:15)
ANDRADE JORGE