Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mundo novo


Se quase à meia-noite venha a se encontrar
alguém seguindo nu no corredor
e a vida já não passe de ilusão,
razão pra se querer queixar da dor;
e falta espaço para que dê certo:
Prisão é solidão no espaço aberto...
Alguém, por perto, irá me incomodar!

Não quero mais saber se posso;
eu quero é destruir o mundo nosso
e botar outro novo no lugar...

Se o medo da verdade vem de fora
agora já não dá pra acreditar;
E se vive e se vegeta e se apavora
Mas vejo que o desejo
Permanece no lugar...

Não quero mais saber se posso...
Eu quero mais é que este mundo nosso
se acabe, se não der para mudar!



Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 23/10/2005
Código do texto: T62686
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10789 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:34)
Poeteiro