Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

" Agosto"

"...é quando sinto a ti que vejo a melhor maneira de aproximar-me de mim,
e quando me embriago de teus defeitos me encaixo , inexoravelmente , junto aos meus
não há nada de igual em nossa historia;
no final só nós que persistimos viciosamente ...sinto, sinto pelos porvires e pormenores...
Por qualquer entranha que me foge a carne antes mesmo de sangra-la
pela respiração e seu sufoco nauseante
que de ébrio me torna seco
por conseguinte ressaca de planos destilando suavemente entre os dedos
e me bole os nervos
fazendo nascer um não-querer de sentidos
d'um por antes , qualquer que fosse ,devaneio consentido.
Distraindo-te dos meus zelos encontro num certo espaço de tempo
a fórmula do meu sentir , mas sinto que não há de durar
pois vicioso já me encontro
e assim nesse visgo jocoso ,
opto pelo sentir mesmo que nos pesares resguarde ainda a espera da estrada que de tão tortuosa jaz , nela e por ela , pranto."
ra r
Enviado por ra r em 28/08/2007
Reeditado em 27/10/2007
Código do texto: T626931
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ra r
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 34 anos
14 textos (699 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 08:32)