Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saudade Já Não Sinto

    Saudade Já não Sinto

Quero lhe fazer um poema
Que diga tudo de uma vez só.
Quero que êle seja puro
Que tenha a nobreza do ouro em pó!

Quero que êle tenha
Meu timbre; sol maior...
Junto com as outras notas
Lhe fazer um canto que já sei de cor!

Quero um poema rindo,
...Um  palhacinho pra valer
Cantando, pulando, dizendo piada
Um palhacinho, sou eu de  você...

Ainda mais premente
No seu ouvido sussurando lhe  propor
Passeiar em nuvens de algodão
E lhe mostrar do alto, como é grande o meu amor

Quero  que esse poema tenha
A côr mais linda que se inventou
Quero que êle seja doce, seja modesto
Com preensivo,  um bom ouvinte como eu sou.

Quero que êle lhe faça mais linda,
Que lhe dê o mar as gaivotas os ipês.
Que entre na sua vida mostrando
O amor, como se fora a primeira vez!

Quero que êle volte para mim alegre
Sorrindo, cantando como se tomasse absinto
Dizendo que lhe encantou e que você
Já não diz: Saudade é o que sinto...
BARRET
Enviado por BARRET em 28/08/2007
Código do texto: T626947
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BARRET
Salvador - Bahia - Brasil
769 textos (71082 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 01:13)
BARRET