Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
AINDA EXISTE GENTE QUE SENTE!
*****************


A infância passa, mas fica!


O crescimento não rouba a naturalidade do choro e, tampouco, a carência nos olhos que pedem carinhos!


Algumas pessoas crescem e

fingem deixar de ter carência esquecendo a forma de se sentirem gostadas,

deixam, também, de lado a inocência da criança...


e toda e qualquer circunstância que as cercam relacionando um estado emotivo elas - as pessoas - fazem das crianças mero artifício da indiferença!


©Balsa Melo

27.novembro.85

Uberaba - MG

Brasil

BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 28/08/2007
Código do texto: T627591
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87765 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 09:00)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)