Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Flor de outrora

me chamava de amor
com tamanho ardor
que nem acreditei
quando fechou a porta

sua língua em fúria
aquecia minha pele
quando em seu colo
desandava sem pudor

macambúzio me calo,
rio de mim mesmo,
já não vou, nem grito,
é noite dentro de mim

no silêncio do quarto
descanso meus pés
enquanto espero a chuva
pra lavar meu pranto
Pedro Cardoso DF
Enviado por Pedro Cardoso DF em 28/08/2007
Código do texto: T627682
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Cardoso DF
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 69 anos
4452 textos (97514 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 22:32)
Pedro Cardoso DF