Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UMA CRIANÇA, O QUE É?

     


                        Uma criança é o quê?
                        os olhos, as mãos, sua cor?
                        uma criança é simplesmente
                        uma possibilidade gerada ao acaso?
                        uma mudinha de planta a mais
                        no canteiro das eventualidades?
                        talvez um óvulo que não foi descartado,
                        ou uma consequência da fatalidade.
                        uma criança não pode ser somente isso,
                        alguém que vem ao mundo
                        pra se debater, pra chorar,
                        e talvez morrer  muito cedo.
                       será por acaso o filho desejado
                                                  e não tido?
                       aquela que tomamos como nossa
                                                    em adoção?
                       aquela a quem negamos tudo,
                       ou a que deixamos morrer?
                       será um fato social o seu nascimento,
                       será aquela "boca a mais" na nossa mesa,
                       ou a concretização de um sonho egoísta?
                       Uma criança não é só um lindo presente
                       nem  propriedade sobre a  qual
                       repousam nossas noites
                       ou nossos dias...
                       perfil em páginas de diários ou
                       obejto de tantas fotos nas paredes.
                       uma criança é antes de tudo, um ser à parte
                       que de nós espera  cuidados.
                       Um  acontecer na história dos indivíduos.
                       uma nota da melodia do universo,
                       um momento de fragilidade e beleza,
                       a expressão de possibilidades ?
                       E nos importamos realmente com elas
                       assim como seres da mesma espécie,
                       crianças de todas as raças,
                       não só   as "nossas",  mas todas, inclusive
                       as filhas dos nossos inimigos,
                       dos   ladrões, dos assassinos,
                       e todos aqueles a quem nos sentimos
                       no direito de acusar ?
                       E aquelas que nos perturbam como
                       piolhos nos cruzamentos, e as que
                       cheiram mal e estendem a mão,
                       realmente as vemos como parte de nós?
                       Uma criança realmente não é nada mais
                       do que uma possibilidade que terá poucas
                        chances de se expressar divinamente,
                       num mundo onde as divindades, o Deus
                       de todos nós, transformou-se em um
                       ser pragmático e  interesseiro, que
                       cobra em dinheiro sua onipotente presença.

tania orsi vargas
Enviado por tania orsi vargas em 28/08/2007
Reeditado em 14/04/2008
Código do texto: T627718
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
tania orsi vargas
Taquara - Rio Grande do Sul - Brasil
772 textos (51480 leituras)
4 áudios (521 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 19:28)
tania orsi vargas