Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Acordes

Acorde o violão que dorme atrás da porta...
A corda desafinada?
Que nada! Acorde!
O acorde de dó que não se apieda...
Sem música a vida azeda...
Acorde o violão...
Não deve se calar agora...
Não sabe o que há lá fora...
Não sabe o que tem lá...
Não sabe se tem sol
nem tem dó de mim ou de si...

Acorde o som... Sinta o tom...
Se ré maior ou menor,
nem bem nem pior! Que remédio!
A vida sem som é tédio...
Acorde o violão para um acorde
sentado no sofá...
Um som de minuto, diminuto...
Um acorde sustenido
tocado de ouvido
e ouvido com o coração...
Acorde... Acorde o violão!
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 24/10/2005
Código do texto: T62832
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10789 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:12)
Poeteiro