Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"PORÃO"

PORÃO

Vai no vai da valsa, a vida pela avenida...
Nada é predeterminado, nem predefinido
Você que fica aí definitivo,
ofendido!...Defendido...
se sentindo cheio de razão!
Nós já discutimos isso!..
Você já sabia que era assim,
então, não vem com esse papo
pra cima de mim!

A gente se vira como pode e
não se pode dar ao luxo de um talvez...
De um quem sabe...de um depois...
Por aí nada se escolhe:
pode ser padre, podre de rico,
podre de pobre: se pode...pode...
Você sabe como as coisas são!

Onde fica, então, o amor?
Pra fora do portão!
Isso não importa. Você sabe que não!
Não se mistura trabalho com prazer!
Tenho que lutar muito pra sobreviver...
Cumpro a minha missão!...
Tira a mão!
Tenho que subir!
Claro que tenho que ir!
Quer deixar fechado esse raio de botão?!

(Maria Mercedes Paiva)
Maria Mercedes Paiva Paiva
Enviado por Maria Mercedes Paiva Paiva em 24/10/2005
Código do texto: T62910
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Mercedes Paiva Paiva
São Paulo - São Paulo - Brasil, 66 anos
76 textos (4411 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:47)