Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VIDA

Sentidos calam-se.
Noturna presença da ausência
dependurada no cabide da mente
sentida na inércia recente.

Adormecidas lembranças
encostam no travesseiro,
maciez de retidos amores
fatiados sem dores.

Silenciam os olhos.
Piscadelas turvas
entregam-se ao sono;
perseguem sonhos.

Sentidos  adormecidos acordam.
Matinal ausência presente
dependurada no espelho,
face em linhas acentuadas.

Despertado olhar.
Água banha o passado,
suavidade resgatada;
volta o pulsar da poesia.

Canção do respiro,
delineada emoção,
Chama da experimentação.
Há vida... Suspiro.
Pupila
Enviado por Pupila em 29/08/2007
Código do texto: T629452
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Pupila
São Paulo - São Paulo - Brasil
682 textos (21624 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 02:21)
Pupila