Capa
Cadastro
Textos
┴udios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

╔ sempre triste a despedida


Não foi o acaso que te fez partir
nem a vontade de daqui te ires
já que o coração em promessas tantas
dizia ser aqui o teu melhor caminho.
Mas foi assim... afinal, fazer o quê?...
poucos são autores das próprias escolhas!
Longínquos tempos, espaços infinitos
e tudo mais que faz todos os mistérios
serem recônditos segredos resguardados
distribuíram as pedras no caminho...
Nem o amor (Ah! quanto pode ser ele a cruz!
e quantas vezes guarita, fortaleza!...)
foi ousado, foi valente, foi guerreiro
para deter-te nesta terra, prender-te cá,
fazer-te meu para sempre nesta vida,
trocar a cena, impedindo a despedida.
lilu
Enviado por lilu em 29/08/2007
Cˇdigo do texto: T629636
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lilu
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil
889 textos (353990 leituras)
(estatÝsticas atualizadas diariamente - ˙ltima atualizašŃo em 17/08/17 01:12)
lilu