Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meditação

Meditação

Os sons do mundo refream-se
diante das janelas emudecidas
A dor já não alcança o coração asceta
E o medo despe-se de significados.

As vozes da alma já não habitam
a mente asséptica e indiferente
Colcheias e semifusas se esvaem sem direção
E o silêncio reina em atavismos glaciais

A urgência convertida e atemporal
vagueia ausente de toda soberania
O olhar estabelece um suave pouso
sobre o horizonte aniquilado.

Os braços guardam serenos
A amplitude do anoitecer vazio
Enquanto a consciência tece pássaros
nas tramas do amanhã

A incerteza das horas derrama-se gentil
Em ânforas de pétalas reticentes e exatas
Já não cabem ilusões nesse destino desperto
Que sereno conduz o etéreo veículo
pelos vãos brilhantes da Compaixão

E nascem flores de Lótus
Milhares de luzes e cores
Na palma da minha mão ...

Claudia Gadini
23.06.05
Claudia Gadini
Enviado por Claudia Gadini em 24/10/2005
Reeditado em 13/12/2008
Código do texto: T62999

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Claudias Gadini). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Claudia Gadini
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
318 textos (54196 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:20)
Claudia Gadini