Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O MENDIGO

Num caminhar lento, decaído
vai cambaleante o homem
ser ambulante, carente de "ser".
Segue pelas ruelas em passos ondulantes.
Pele de feridas sarnentas
aversão, nojo, todos sentem
inversão, contramão, desvio.
O homem mulambento
em seus passos esquivos, tropeça
cai
e fica. Rijo
O vermelho tinge o chão quente
a moça
imóvel, hirta de ação, dá a mão. Instinto.
Amarela ajuda de vergonha e nojo.
O homem no chão ergue os olhos
A mão. Tão insubstancial!
             ~~~
Duas mãos. Uma na outra
O mendigo
levanta-se e segue seu caminho errante
A moça
é quem agradeçe. Prece.
Calma e triste...como um fantasma ela segue
defunta da vida!
Num caminhar lento, decaído.
Ser ambulante, carente de "ser".
Sem cor.
Repugnante.



Gladys
Enviado por Gladys em 30/08/2007
Reeditado em 31/08/2007
Código do texto: T630901

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gladys
São Paulo - São Paulo - Brasil
350 textos (28089 leituras)
1 e-livros (105 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 11:10)
Gladys