Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não sou poeta

Perdoem-me se uso este espaço santo
pra declamar meu canto e minha confissão:
Não sou poeta! É toda a minha verdade
mas no Recanto achei outro cantinho
em que me mostro desnudo e sem temor...
Faço versos sim, mas não é nada
e apenas esta rima torta revela
a parte de mim apaixonada
que sempre foi dela.
Sou apenas um mecânico doente
cuja mente se perdeu da realidade
e se fez em versos tronchos, tortos e vazios.
Mas,graças ao poder da internet
fui mais lido e comentado
do que se um livro houvesse publicado.
Ontem foi meu aniversário! Não ligo pra festa,
mas tive que soprar a vela e fazer um pedido:
Eu pedi que depois que eu houver partido
pelo menos um verso meu não seja esquecido...

Plantei uma árvore, tive filhos,
e fiz meus poemas, que aqui deixo de herança
a quem deles guardar uma lembrança
e guardar o sentido...

Fiz bons poemas (poucos) e muita porcaria
mas me julguem apenas pelo que vivi!
Em meio a tanta dor, miséria e fome,
há meu nome, Poeteiro (Reinaldo)
que fica aqui registrado...
Meus versos e meus filhos,
meu único legado!
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 25/10/2005
Reeditado em 25/10/2005
Código do texto: T63202
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10789 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:48)
Poeteiro