Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MULHER!

 
Mulher:
Benditas são as mãos que ninam a esperança,
Bem ditas são as tuas mãos que me apontam um caminho.
Bem ditas são as tuas lembranças que me embalam neste dia todo seu.
E na pequenez altiva de um servo, confidencio-me aos teus pés na tentativa de colorir os céus para te fazer sorrir.
Quem me dera pudesse afagar o teu coração infinito e com este amor angélico e indescritível, para quem sabe, compreender-te nas entrelinhas de um ser, que mesmo ao receber com dor, é sinônimo de entrega e puro amor.
Bendito és, Senhor, ao criar num gesto a única fonte sublime de calor.

A você, Mulher, a minha homenagem pelo Seu Dia – 8 de março.

©Balsa Melo
08.03.05
Cabedelo - PB
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 01/09/2007
Código do texto: T633417
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87765 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 14:12)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)