Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESCOMPASSO

LÍQUIDOS ESCORREM DOS POROS,
GRITOS SOLTOS CALAM  ESPAÇOS,
VERDES LAÇOS CATAM PEDRAS,
NOS CAMPOS CLAROS A LUZ TE ESPERA.

MÃOS SUADAS DÃO CALAFRIOS,
ALMAS DESDENHADAS SÃO GARRANCHOS
NUM PAPEL AMASSADO.
DOBRAS A ESQUINA E O TEMPO SE FECHA.

OS TECLADOS PERDERAM O COMPASSO.
A VOZ ,O RÍTMO DA CANÇÃO.
O CARRO ,A NOÇÃO DE DIREÇÃO.
O CORAÇÃO ,OS BATIMENTOS CARDÍACOS.

ONDE ESTÁ O TODO OU O QUASE NADA?
AS MÃOS NÃO SAEM DOS BOLSOS,
A HISTÓRIA FICOU SEM ENREDO,
A ESCOLA DE SAMBA NÃO SAIU .

O ÔNIBUS PASSOU E VOCÊ NÃO CHEGOU NA PARADA.



Ecila Yleus
Enviado por Ecila Yleus em 02/09/2007
Reeditado em 02/09/2007
Código do texto: T634835

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ecila Yleus). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ecila Yleus
Recife - Pernambuco - Brasil, 64 anos
328 textos (10435 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 20:59)
Ecila Yleus