Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEVANEIOS

Pairando no ar como ave peregrina
Vislumbro o círculo dourado, colorido.
Distante da traíção humana, assassina,
Meu ser vaga triunfante, destemido.

O vento faz das nuvens bela figuras
Contrastando com a miséria da cidade.
A paz é grandiosa nas alturas,
É plena a minha liberdade.

Às vezes chove, explode, relampeja...
Fazendo-me lembrar da flagelada guerra.
Mas é bonança que a humanidade almeja,
É água que alimenta a nossa terra.

O sol nasce aqui, acolá, todo dia;
A lua de vez em quando vem.
São belezas que inspiram a poesia,
São clarões que só fazem bem.

Vôo como indômito pensamento
Nas asas do sonho e da mocidade.
Loucura é viajar no firmamento,
Prazer é semear felicidade.
Carlos Melgaço
Enviado por Carlos Melgaço em 02/09/2007
Código do texto: T635284

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Melgaço
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 59 anos
1127 textos (33078 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 19:54)
Carlos Melgaço