Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pálida Rosa

sou pálida rosa
plantada em terra estéril
e hoje morta, de um jardim.
 
infeliz babilônia de pecados,
que murcha e fenece,
abandonada ao léu,
mirando o sol a cantar
para outra lua,
no universo infinito,
nos altos céus.

por essa tristeza
não julgava passar,
e pergunto amargurada
ao homem que me deu tal sina,
por que me trouxe para este lugar,
se sabia que era
para agruras sofrer,
por que me trouxe
para neste jardim viver,
se até hoje o destino
que me deu foi morrer?
Maria
Enviado por Maria em 02/09/2007
Código do texto: T635331
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
4733 textos (191874 leituras)
1 e-livros (114 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 20:51)
Maria

Site do Escritor