Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lágrimas de Silêncio

Não ouvi a voz
Ouvi lágrimas
Lágrimas que, pelo som,
Ao menos por um instante,
Impediram-me de ver
Sequer minha própria voz ouvi
Quedei-me inerte por um eterno segundo
Envolvido,
Buscando uma fagulha de pensamento para estancar
Estancar o rolar das lágrimas
Em vão...
O silêncio foi muito mais eloqüente
Optei por ouvi-lo e fiquei vendo-as rolar
Ainda que ao longe,
Muito além do que meus olhos poderiam ver

Ctba/PR, 15.NOV.2004
Danilo Andreato
Enviado por Danilo Andreato em 11/03/2005
Código do texto: T6362
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Danilo Andreato
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 38 anos
69 textos (7588 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/16 07:37)