Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Constante

Como ser constante
Se a inconstancia faz parte da sua indole
Como ser fiel
Se a infidelidade vaga a trás de mim
E de repente tudo o que era já não era mais
E de repente tudo o que nós tinhamos do amor
Nada restou
Eu vi, a sua sombra tentar correr mais que o seu corpo
Eu ouvi, a sua voz gritando por socorro mesmo você estando em pleno silêncio
Eu senti, as suas mãos sobre minha face mesmo você não estando aqui
Quantas caras, muitas faces e muitas vidas
Quando tudo o que eu entendia se fechou pra mim
Eu entendi que não entendia nada
E que você não era como eu queria que fosse
Que nunca foi
E nem precisava ser, meu ser te aceitou assim
Quanto tempo faz que nos vemos desde de ontem?
Qual a cor que seu beijo, ou melhor seu novo beijo tem?
Qual o sabor dos seus abraços?
Em que estagio é preciso estar pra ter um lugar no seu aconchego?
Em qual abraço eu e você nos encaixamos perfeitamente?
Não importa, tudo o que importa já é o mais importante...
E você sabe disso...

Nathalya Etchebehere
Enviado por Nathalya Etchebehere em 03/09/2007
Código do texto: T636544

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nathalya Etchebehere
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, 33 anos
253 textos (23042 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 17:49)
Nathalya Etchebehere