Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Perigo

De repente,
um medo antigo sobre coisas do passado,
a vertigem nos confunde,
mas permanecemos na tentativa exaustiva
de ultrapassar limites.

Não adianta estagnar-se nas pedras,
deixar o rio correr, sem parar para contemplar.
O medo da solidão afoga a esperança,
e na busca por um último suspiro,
sonhamos acordados com uma realidade irreal.

No fundo, estamos todos sós.
Pouco importa os antigos receios,
o perigo agora é presente, iminente,
e olhar para os lados não vai o proteger
das coisas que vêm pela frente.
Bia Guedes
Enviado por Bia Guedes em 03/09/2007
Código do texto: T637057
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Bia Guedes
Fortaleza - Ceará - Brasil, 30 anos
148 textos (4068 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 12:22)