Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PROLE

em nome do amor,
engravidei a tua alma o mais que pude,
e, com tanto espaço contido em nosso corpo,
[por mais e mais que treinássemos a vinda da prole]
sobra, mais um, para o teu espírito visível

cobaias,
dispostos a protegermos o amor dos experimentos da ciência
[explicamo-nos]
com a cor exata da felicidade
o que poucos amantes custam tanto a conceber

[crer e crescer]

em nome do amor,
engravidei a tua alma o mais que pude,
apesar dos prazeres fáceis, quase mundanos,
[por mais e mais que tentássemos evitar a vinda da prole]
nossos entreolhares jamais foram répteis!...

[aborto]

em nome do amor,
novamente, engravidaria tua alma,
por mais que sopros faltassem em meus cochichos...

certamente,
em nome do amor, tentaria,
por mais que as casas germinadas, os postos de gasolina e só abraços
estivessem distante do mundo dos modernos,
por mais que a troca de correspondências com a caligrafia delicada dos cartões
[e até a Hora do Brasil]
fossem fora, absurdamente fora de moda

com o meu corpo a brincar do teu
[proliferarmo-nos]
sobrará – em mim – excessos de guardar-te cheia de bem-estares
enquanto à tua alma volto, a engravidar.


Djalma Filho
Enviado por Djalma Filho em 04/09/2007
Código do texto: T637582
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Djalma Filho http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=686). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Djalma Filho
Salvador - Bahia - Brasil
662 textos (19723 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 15:19)
Djalma Filho