Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Criação

O poeta tem febre,
que pinga gota-a-gota
no papel em branco.
Molha-o com as palavras.
A fúria, dentro de si,
deixa os lábios secos,
a alma enxarcada
de emoção.
Os signos do pensamento
extrapolam o tempo,
dão asas ao coração.
A temperatura aumenta
a cada expressão.
Carícias feitas à alma
acalmam a sofreguidão.
SueliFajardo
Enviado por SueliFajardo em 04/09/2007
Código do texto: T638088

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SueliFajardo
Jandaia do Sul - Paraná - Brasil
958 textos (31180 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 11:36)
SueliFajardo