Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O IDIOTA!

Caminho nas ruas sem rumo
e pelos olhos deslizam flores-vampiras
de um jardim cujos frutos pingam sangue,
a sombra escorre entre becos
acossada por corcundas-canibais
e justamente quando tudo é eterno
acabou o bom-senso.
Ainda bem!
crianças metálicas crianças automáticas
repousam da guerra sob viadutos
cuja música motorizada
prova que o mundo desumaniza a lenda
é preciso manter o povo em transe idiotizante
por isso ídolos decadentes assassinados
só na morte o lucro
mitos desenterados em sinal
d'avareza solene
ou vigarice da fé.

Ouça o som? das trombetas industriais
soando o orgasmo econômico
como gemidos programados
de um amante sado-mecânico
e o Idiota! penteia as asas dos anjos
catando crianças sem pátria
perdidas nos templos dos mercadores
alheios à vida
embora a fúria dos mistérios
sopre
assanhando a cabeleira do céu.
Eriko y Alvym
Enviado por Eriko y Alvym em 04/09/2007
Reeditado em 01/06/2012
Código do texto: T638104

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (ERIKO ALVYM e www.erikoalvym.zip.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eriko y Alvym
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1308 textos (32771 leituras)
8 áudios (1075 audições)
2 e-livros (177 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 17:19)
Eriko y Alvym