Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Garimpeiro
 
À espreita do diamante
Ao toque das mãos
No garimpar das palavras
Vela o poeta com cuidado teus versos
 
Errante, tua poesia chora
Não pelo apreço da palavra
A pedra que resta
Traz-lhe a saudade de volta
 
Se do brilho se encanta
É melodia em letra
Vela novamente com cuidado
Teus versos
 
É de amor, a pedra que ainda pequena
Desponta...
Não há de haver desapontamento
Nesta raridade garimpada
 
É lida...
É certo
Que só água escoe
Em vãs tentativas de acertos
 
É certo...
É vida
Que a poesia  reluz antes
Apenas no pensamento do poeta...
ziza Silvestre
Enviado por ziza Silvestre em 04/09/2007
Código do texto: T638132

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ziza Silvestre
Ourinhos - São Paulo - Brasil, 54 anos
217 textos (14354 leituras)
1 e-livros (52 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 06:03)
ziza Silvestre