Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

APOPLEXIA

Aquele cinzento escuro
aquela muralha vaporosa
e trémula
que sobe e desce além
como o pano
de boca-de-cena do teatro,
empalidece.
 
Aquele cinzento
claro agora
é mais leve
tão leve como penugem de gaivota.
 
A cor é de cimento em pó
casa vez mais lívida.
Os olhos ficam vidrados
a pele humedecida
e há gotas de suor rolando.
 
De súbito e sem dizer palavra
aquele cimento cai
inerte
no chão distante
do horizonte mar.







Leiria, Portugal
Orlando Caetano
Enviado por Orlando Caetano em 04/09/2007
Código do texto: T638171
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Orlando Caetano
Portugal
172 textos (15863 leituras)
26 áudios (2971 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 06:54)
Orlando Caetano