Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Paisagismo

Da janela da minha casa, vejo a janela da casa do vizinho.
Não vejo a rua, não vejo a lua, eu vejo horizontes na vidraça.

Quando dois poetas nos olhos se olham,
compartilham paisagens passadas:
cidades, São Paulo,
maravilhas, Minas Gerais,
mais o Paraná, os Pampas e Porto Velho.
Quando dois poetas nos olhos se olharam,
no início, era o verbo.

Muito amor
mais muita raiva
mais uns copos de cachaça
é igual a muita poesia.
E poesia é vida.

Mas veio o vento,
e foi o vento,
e passou o tempo.

Corre o rio.
Correu o rio.
E a vida teve fim.

Morreu?
Morreu.

Foi enterrada junto com o poeta a paisagem.

Mas ela brotou.
William E Silva
Enviado por William E Silva em 04/09/2007
Código do texto: T638479

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
William E Silva
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 46 anos
78 textos (7002 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 20:42)
William E Silva