Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SINTO QUE NÃO GOSTA DE SER QUERIDA E DE SER AMADA!

 
NESTA SOBEJIDÃO INSISTO EM LHE DIZER SOBRE TANTAS COISAS QUE SE DESCORTINAM PARA RETICENCIAR AS NOSSAS VIDAS!

SINTO QUE NÃO GOSTA DE SER QUERIDA, DE SER AMADA E NESTA DEFLEXÃO MINHA CONFISSÃO DESVANECE-SE COM O VENTO!

E O ASSOBIO DESTE VENTO INIBE O MEU CANTO LEVANDO O MEU VERSO, QUASE EM GEMIDOS, GEMINANDO NOVAS DORES!

PERSISTO NO PASSO RUMANDO A FITO NOS SEUS OLHOS PARA BUSCAR O MOTIVO DA MINHA RENÚNCIA!

DERRADEIRAMENTE NADA ENCONTRO PARA ALIVIAR ESTE CORAÇÃO REVEL E MISTURO-ME NESTE NÃO-SER E FINDO REPETINDO TUDO OUTRA VEZ!

©Balsa Melo
28.05.05
Cabedelo – PB
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 05/09/2007
Código do texto: T639180
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87160 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 18:43)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)