Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ASA NEGRA


Vai-te asa negra de vinganças
que por meus pecados me castigas
e que sem piedade me obrigas
a viver apenas de lembranças
 
Por que esvaziaste a minha taça
deixando-me aqui morta de sede?
por que alento já não me concede
tua asa negra que me enlaça?
 
Só porque bebi a juventude
a tragos vorazes sem rigor
e me embebedei do seu licor
condenas-me agora à quietude?
 
Vai-te asa negra do castigo
já que o nada que hoje me ofertas
são emoções vagas e incertas...
Deixa-me sofrer a sós comigo!
 
Cessa o meu tormento, tua glória
esquece-me ou leva-me contigo
pois já é bastante este castigo
de ser de mim mesma só memória!


(In Antologia “Terra Lusíada”–ed. Abrali – S.Paulo, Brasil Julho 2005)

Carmo Vasconcelos
Enviado por Carmo Vasconcelos em 26/10/2005
Código do texto: T64041
Classificação de conteúdo: seguro

Áudio
ASA NEGRA - Carmo Vasconcelos
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carmo Vasconcelos
Lisboa - Lisboa - Portugal
203 textos (15408 leituras)
62 áudios (7662 audições)
15 e-livros (1368 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:26)
Carmo Vasconcelos