Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 

  ONZE E MEIA


Onze e meia
Não consigo relaxar
Já passa de onze e meia
Não dá para conciliar o sono
Já é quase meia noite
Não consigo adormecer
A inquietação toma conta de mim
Oro silenciosamente
Mas o sono não vem
Vejo o luar prateado
Levanto-me e vou até a janela
Admiro a beleza da noite
O céu estrelado e a brisa
E sinto a grandeza e o amor de Deus
Como não creditar na existência de Deus
Diante de tamanha beleza?
Quem mais seria capaz
De criar algo tão grandioso?
Louvo e agradeço pela fé
Por ter um amigo tão amoroso
Por ser uma criatura
De um Deus Criador.


Com som em:
http://www.marineusantana.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=641023

 

marineusa
Enviado por marineusa em 06/09/2007
Reeditado em 06/09/2007
Código do texto: T641023

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (marineusantana@hotmail.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
marineusa
Brejo Santo - Ceará - Brasil, 72 anos
1726 textos (325763 leituras)
39 áudios (29664 audições)
18 e-livros (9106 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 06:43)
marineusa