Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cabeça de vento...

O vento vinha de encontro ao pensamento,
Invadindo cada orifício mente adentro
A transformar os sonhos em acontecimentos.

Um segundo e meio foi o tempo!
Para todo corpo frágil e macilento
Fazer-se rijo, róseo e estupendo.

A criação, num sopro repentino,
Da imaginação ao corpo de menino,
E, ao tilintar eterno de mil sinos,
Criou-te o ser mais puro e divino!

Olha-te no espelho do infinito
E sinta refletido teu espírito,
Para só então querer traçar o teu caminho...

Vá, mas não se desvie do vento.
Nem tampouco subestime o pensamento.
Simplesmente vá...
E seja feliz, meu filho.

Carlos Borges
Enviado por Carlos Borges em 06/09/2007
Código do texto: T641612

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Borges
Pindamonhangaba - São Paulo - Brasil, 49 anos
18 textos (812 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 23:58)