Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Invisível




Deixou-me a noite esta omnipotente vontade
De gritar em lamento.
Que há uma dor e um impossível momento.

na janela há silêncio e uma borboleta voando,
Como se eu não fosse importante,
Só a ansiedade da borboleta voando.

Quantas guerras não poderia vencer assim,
Invisível, degolando o tempo.
Constantino Mendes Alves
Enviado por Constantino Mendes Alves em 07/09/2007
Código do texto: T642906
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Constantino Mendes Alves
Portugal
324 textos (3794 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 19:37)
Constantino Mendes Alves