Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Manhã De Poucas Lembranças

Na manhã de poucas lembranças
avulta diante de mim a montanha
de sentimentos que no dia de
ontem fizeram meu total desespero.

Penso hoje, preparando-me para o amanhã,
no que vivi de tão intenso
que me feriu profundamente o ser.

E pela primeira vez dois sentimentos
afloraram com força surpreendente:

A dor de se descobrir detentora
de sentimentos menos nobres
e as brigas da razão com a emoção
sobre o merecimento ou não
do amor e da dor.

Uma coisa preciso dizer depois
desse turbilhão desasado
que arrebentou com minha alma
durante essas tenebrosas
horas de tempestade interior:

Ainda estou à esperar,
mas começo a ver que
rodopio num círculo
que nunca se fecha.

E começo a desconfiar,
lá no íntimo da alma
que tudo é uma ilusão,
um ludibrio e que estou
sendo levada, guiada,
carregada para esse
vai e vem de sentimentos
apenas para destilá-los
em minhas letras a serem
bebidas por você que me lê
e pelos outros
que não sei quem são...
 
E que sempre vai ser assim.

Mas digo: Não será sempre assim.
Se assim for, então ficarás sem
as letras que saem de mim...
pois, não estou aqui para isso,
tu, mais do que ninguém, sabes, disso...
Maria
Enviado por Maria em 07/09/2007
Código do texto: T642941
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
4776 textos (193261 leituras)
1 e-livros (117 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 07:03)
Maria

Site do Escritor