Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Diferença Entre Mundos Invisíveis


Deixo para trás o mundo invisível
Onde vi várias formas e cores,
Respirando ares que me falavam aos ouvidos
Com suas línguas de fétidos odores,
E beijavam-me cheios das volúpias
Dos prazeres perdidos.

Cuspia todos os beijos
Reflexos desses falsos e vis desejos.

Deixo-o para não voltar nunca mais!
Talvez uma visita, duas,
Rever familiares, amigos,
Mas para ser minha morada, jamais!

Quero o mundo visível de várias luas,
Para o poeta brincar com a tristeza e a paz,
E deitado numa morta praia
Recitar poesias aos ouvidos
Da Terra, das ondas e de sua amada.

Quero esse mundo que sonho em sonhos reais,
Nas noites onde janelas e portas fechadas
Prendem-me nesse quarto - meu mundo -
Onde durmo.
André Espínola
Enviado por André Espínola em 08/09/2007
Código do texto: T643675

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
André Espínola
Recife - Pernambuco - Brasil, 32 anos
247 textos (12433 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 07:29)
André Espínola