Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ofício da Tristeza



Como intrusa invade meus espaços
Preenchendo cada vão que encontrar
Enrosca-se como se fosse um abraço
Prendendo sem querer me libertar

Oprime o coração sem pejo ou dó
Causando-me enorme comoção
E mesmo sabendo-me tão só
Aumenta ainda mais a solidão

Assim é que a tristeza
Solapa aos poucos minha energia
Provocando um estado de fraqueza
Apertando o coração em agonia...

Tristeza sentimento dolorido
Um frio despontar de dor profana
Um mal que quando não é resolvido
Destrói a paz de maneira leviana



Priscila de Loureiro Coelho
Enviado por Priscila de Loureiro Coelho em 27/10/2005
Código do texto: T64403
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscila de Loureiro Coelho
Jacareí - São Paulo - Brasil, 65 anos
1286 textos (215235 leituras)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:41)
Priscila de Loureiro Coelho